Seção - Artigos Indicados

A fração de CO2 expirado (ETCO2) aferida pela capnografia tem muitas utilidades, dentre elas, durante a parada cardiorrespiratória (PCR): na avaliação da qualidade das compressões torácicas, do posicionamento adequado do tubo orotraqueal, do retorno a circulação espontanea e como indicador de prognóstico. A ETCO2 < 10 mm Hg após cerca de 20 min de PCR, em geral, é considerado fator de pior prognóstico e utilizado como um dos critérios para encerrar os esforços de reanimação cardiopulmonar (RCP).

Porém, os autores do artigo, que tiveram como objetivo estudar a PaCO2 e ETCO2 em pacientes com PCR por hipotermia, demonstraram que ETCO2 < 10 mm Hg não necessariamente prenuncia uma sobrevida ruim.

Os autores concluíram que uma ETCO2 < 10 mm Hg não deve ser usado em pacientes com PCR por hipotermia como preditor de pior desfecho ou como contraindicação ao reaquecimento com suporte de vida extra-corpóreo (ECLS), usando oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO) ou circulação extracorpórea (CEC).

Referência: (DAROCHA et al., 2022)